ESTAMOS TRABALHANDO PARA ATUALIZAR TODAS AS ÁREAS DO SITE!! EM BREVE, UM NOVO PORTAL DE NOTÍCIAS DO PARAÍSO!

Dia dos avós

98

26 de julho, é o Dia dos Avós, porque é o dia de Sant’Ana e São Joaquim, pais de Maria e avós de Jesus Cristo. A festa de Sant’Ana foi instituída em 1584. E, só no novo calendário litúrgico, Sant’Ana e São Joaquim passaram a ser celebrados no mesmo dia.

No Evangelho, não há referências aos pais de Maria. Encontra-se esta história no escrito apócrifo de São Tiago. Narra que Ana e Joaquim, não tinham filhos, mas sempre rezavam pedindo ao Senhor para que lhes enviasse um, prometendo consagrá-lo ao seu serviço. Ana teve uma menina e a batizou com o nome de Maria. A fim de cumprir o voto que haviam feito, aos três anos levaram a menina ao Templo, deixando-a ao serviço do culto divino. Neste local, Maria foi educada, ficando aí até a época do noivado com São José. Uma das irmãs de Sant’Ana era mãe de Santa Isabel e avó de São João Batista. Sant’Ana é a padroeira dos idosos e das mulheres grávidas. Ela alcança de Deus a graça da gravidez às mulheres estéreis. No dia de Sant’Ana e São Joaquim comemora-se o Dia dos Avós.

Celebrar o Dia dos Avós significa celebrar o carinho, a sabedoria e a experiência de vida, destas pessoas com quem convivemos.

Os avós são tidos como segundos pais e as avós, segundas mães. Dizem que na casa dos avós tudo pode, mas sabemos que a convivência com os avós fazem muito bem para nossos filhos, para nós. Como aprendemos com eles, como é bom ouvir historias de suas vidas. Eles sempre tem um palavra de carinho, de esperança para nós.

Neste dia, é um belo dia para dizer “muito obrigado”, ir na casa dos avós para oferecer abraços carinhosos, flores, um bonito livro, um cartão,  uma oração pelos queridos avós.

Oração pelos avós

Deus de bondade,
Pai, Filho, Espírito Santo,
nós te agradecemos por nos teres dado nossos queridos avós.
Obrigado, Senhor, por suas histórias bonitas, palavras amigas, conselhos, carinho e amor por nós.
Nós agradecemos pelo ombro amigo, pela cumplicidade com nossas brincadeiras,
por seus passos ao ritmo dos nossos,
pelo colo macio e o olhar sereno, cheio de bondade.
Nós te pedimos para estas pessoas a quem tanto amamos, muita saúde, paz e alegria.
Pedimos para elas a graça de serem fiéis em cumprir a vontade de Deus, na alegria e
nos sofrimentos, como o foram Joaquim e Ana.
Nós te pedimos, Senhor, que os abençoes com a mesma ternura com que nos abençoam.
Amém.

Fonte: http://www.paulinas.org.br – Adaptação: Valdelice – Catequese




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *