ESTAMOS TRABALHANDO PARA ATUALIZAR TODAS AS ÁREAS DO SITE!! EM BREVE, UM NOVO PORTAL DE NOTÍCIAS DO PARAÍSO!

Santo do Mês – São Vicente de Paulo

65

27  DE  SETEMBRO – FESTA  DE  SÃO VICENTE DE PAULO

O PATRONO DAS OBRAS DE CARIDADE

São  Vicente de Paulo, viveu uma história extraordinária e deixou um legado maravilhoso para a humanidade: a organização da caridade. Filho de camponeses na França, ele se destacava pela inteligência e se tornou um sacerdote altamente culto, sem jamais se esquecer de sua origem humilde.

A Sociedade São Vicente de Paulo, entretanto, não foi fundada por ele. Foi fundada por um francês chamado Frederico Ozanan, que se inspirou na vida e nos ensinamentos de São Vicente de Paulo. Frederico colocou em prática a organização da caridade empreendida por São Vicente.

Com efeito, a Sociedade São Vicente de Paulo, fundada por Frederico Ozanan, segue à risca as regras e condutas para as visitas aos pobres e doentes, criadas por São Vicente. Cada visita a alguém necessitado segue alguns passos seqüenciais e indispensáveis para que seja eficaz. Em resumo, o vicentino tem que amar os pobres, tem que se fazer igual a eles para ajudá-los, tem que enxergar nos necessitados a própria pessoa de Jesus Cristo.

E é lindo ver como a Sociedade São Vicente de Paulo presta um serviço silencioso e maravilhoso aos pobres. Todo vicentino aprende a ser humilde, aprende a amar e a dar amor. Aprende também a aprender com os pobres pois, ninguém é tão pobre que não tenha nada para dar.

Não é à toa que São Vicente foi canonizado e declarado o “Patrono das obras de caridade da Igreja”. O próprio Deus testemunhou em seu favor conservando seu corpo incorrupto. A descoberta aconteceu 52 anos após sua morte, quando foi exumado. Hoje, seu corpo está exposto na Capela de São Vicente de Paulo, em Paris, aberta à visitação. Seu coração está conservado num relicário na Capela de Nossa Senhora da Medalha Milagrosa. Tudo isso nos prova que, como diz São Pedro: “A caridade cobre uma multidão de pecados”. (1Pd 4,8)

O que é a Sociedade de São Vicente de Paulo?

Sociedade de São Vicente de Paulo (SSVP), também conhecida por Conferências de São Vicente de Paulo ou Conferências Vicentinas ,  é uma organização católica laica de voluntários, homens e mulheres, dedicada a oferecer uma ajuda pessoal a todos aqueles com necessidades. A base do trabalho é a interação direta e individual com aqueles que estão com necessidades, bem como as suas famílias, independentemente das suas origens ou das suas crenças. Recebem  visitas no seu próprio ambiente; quer seja em casa, num lar, no hospital, nos seus abrigos, na rua ou na prisão.

O que é uma conferência?

A unidade de base da organização consiste num grupo de cerca de quinze membros pertencendo a uma «Conferência de São Vicente de Paulo». Eles encontram-se freqüentemente, uma ou duas vezes por semana, para organizar e discutir o seu trabalho junto dos pobres da sua comunidade local. Geralmente, as Conferências estão ligadas a paróquias católicas. Partilham, no seio de cada Conferência, uma vida espiritual rica.

O que é o Conselho Geral da Sociedade de São Vicente de Paulo?

O Conselho Geral da Sociedade de São Vicente de Paulo é a mais alta instância da Sociedade ao nível internacional. Os seus escritórios estão situados em Paris, desde a sua fundação em 1833.A sua missão consiste principalmente em apoiar o trabalho das Conferências no mundo inteiro como, por exemplo, nas suas capacidades , apoiando financeiramente as suas obras sociais importantes. O Conselho Geral é a ligação entre os países pobres e os países ricos onde a Sociedade está presente, a fim de encorajar a transferência de tecnologia bem como o apoio financeiro, controlando precisamente a utilização destes fundos. O Conselho Geral, como organismo administrativo mais elevado da Sociedade de São Vicente de Paulo, é responsável pela agregação de novas Conferências de todo o mundo.

Conferências Vicentinas

As Conferências Vicentinas são constituídas por grupos de católicos e integradas por pessoas sem distinção de cor, sexo, classe ou idade, desde que tenham discernimento. Esses grupos organizam-se na área de diferentes setores comunitários, como a paróquia, o bairro, a universidade, escolas ou no âmbito de qualquer categoria profissional.

As conferências distinguem-se pelo titulo adotado, que pode ser nome de santo, bem-aventurado, servo de Deus, ou uma invocação católica. Entende-se por “invocação católica” as usualmente aceitas pela Igreja Católica Apostólica Romana.

Seu corpo repousa na Capela da Casa-Mãe, São Lázaro, em Paris.

“Voltemos nossa mente e nosso coração para São Vicente de Paulo, homem de ação e oração, de organização e de imaginação, de comando e de humildade, homem de ontem e de hoje. Que aquele camponês das Landes, convertido pela graça de Deus em gênio da caridade, nos ajude a todos a pôr mais uma vez as mãos no arado – sem olhar para trás – para o único trabalho que importa, o anúncio da Boa Nova aos pobres…“(João Paulo II).

As cinco virtudes da espiritualidade vicentina

A Espiritualidade vicentina está pautada, desde sua gestação, mediante o testemunho de São Vicente de Paulo e seus primeiros companheiros de missão, no contexto da Igreja do século XVII, na França, em cinco virtudes, colhidas do Evangelho de Jesus Cristo , junto ao povo empobrecido e marginalizado. Estas virtudes são assim nomeadas pelo próprio São  Vicente de Paulo: simplicidade, humildade, mortificação, mansidão e zelo pelas almas(zelo apostólico).

O Conselho Central de Santo André atende regionalmente e na Esfera Estadual responde ao Conselho Metropolitano São Paulo e posteriormente ao Conselho Nacional da Sociedade São Vicente de Paulo.

O Brasil é o maior grupo de vicentinos no mundo, o Conselho Nacional nasceu em 1872, com a Conferência São José, no Rio de Janeiro.

Paróquia Nossa Senhora do Paraíso: Vivencia uma capela com muito amor e dedicação tendo como Padroeiro ,o  Pai da Caridade , SÃO VICENTE DE PAULO.

Fonte de Pesquisa: Portal ( Reitoria São Vicente ,Santuário do Caraça) – Santa Bárbara – MG

 

 

 

 


TAG